Como evitar os substantivos zumbis em inglês

Zombi nouns

Se você estuda inglês, provavelmente já se deparou com a dificuldade de aprender alguns substantivos. E para piorar, muitas vezes esses substantivos têm a forma de um verbo ou adjetivo, deixando você confuso sobre como usá-los corretamente.

Esses substantivos são conhecidos como “zumbis” e podem prejudicar a forma com a qual você se comunica em inglês. Neste artigo, discutiremos o que são substantivos zumbis e como evitá-los em conversações e textos.

O que são substantivos zumbis?

Os substantivos zumbis são substantivos que surgem da transformação de um verbo ou adjetivo mais curto em uma palavra que se parece com a extensão de sua origem.

Eles são chamados de “zumbis” porque “canibalizam” os verbos ativos e “tiram a vida” dos adjetivos, como se você estivesse em um episódio de The Walking Dead.

Exemplos de substantivos zumbis

Accessibility (de “accessible”)

Achievement (de “achieve”)

Completion (de “complete”)

Observation (de “observe”)

Implementation (de “implement”)

Em nossa empresa de tradução, quando recebemos algum texto para revisão em inglês, vemos bastante o uso desses substantivos zumbis, por serem uma reação natural de uma tradução literal.

Porém, sempre explicamos a nossos clientes que esse “substantivo criado a partir da extensão do verbo ou adjetivo” simplesmente não soa natural em inglês.

Como evitar os substantivos zumbis?

Aqui estão algumas dicas para evitar o uso de substantivos zumbis em suas conversas e textos em inglês.

1. Use o verbo ou adjetivo original

Para evitar o uso de substantivos zumbis em inglês, é recomendado o uso do verbo ou adjetivo original.

Veja abaixo alguns exemplos:

Em vez de “a realização do objetivo”, use “atingir o objetivo” (em vez de “achievement of the goal“, use “to achieve the goal“).

Em vez de “a implementação da estratégia”, use “implementar a estratégia” (em vez de “implementation of the strategy“, use “to implement the strategy“).

Em vez de “a finalização do projeto”, use “finalizar o projeto” (em vez de “completion of the project“, use “to complete the project“).

Em vez de “a observação do comportamento”, use “observar o comportamento” (em vez de “observation of the behavior“, use “to observe the behavior“).

Usando o verbo ou adjetivo original, suas frases ficam mais objetivas e claras, facilitando a compreensão do leitor ou ouvinte.

2. Reescreva a frase

Se você não conseguir inicialmente usar o verbo ou adjetivo original, saia um pouco da caixa e tente reescrever a frase usando uma estrutura diferente.

Aqui estão alguns exemplos de como reescrever frases em inglês para evitar o uso de substantivos zumbis:

Substantivo zumbi: “The implementation of the policy was successful.”

Edição: “We successfully implemented the policy.” (Nós implementamos a política com sucesso).

Substantivo zumbi: “The creation of the report was time-consuming.”

Edição: “We spent a lot of time creating the report.” (Nós gastamos muito tempo criando o relatório).

Substantivo zumbi: “The completion of the project is imminent.”

Edição: “We are close to completing the project.” (Estamos próximos de concluir o projeto).

Substantivo zumbi: “The analysis of the data revealed important insights.”

Edição: “We analyzed the data and found important insights.” (Nós analisamos os dados e encontramos insights importantes).

3. Use sinônimos

Uma outra maneira de evitar o uso de substantivos zumbis é por meio da utilização de sinônimos. Veja abaixo alguns exemplos em inglês:

Substantivo zumbi: “The development of the project is on schedule.”

Edição: “The project is progressing as planned.” (O projeto está evoluindo conforme o planejado).

Substantivo zumbi: “The completion of the task is pending approval.”

Edição: “We are waiting for approval to finish the task.” (Estamos aguardando aprovação para finalizar a tarefa).

Substantivo zumbi: “The implementation of the policy requires further discussion.”

Edição: “We need to discuss the policy further before putting it into action.” (Precisamos discutir a política em mais detalhe antes de colocá-la em prática).

Substantivo zumbi: “The analysis of the results revealed some discrepancies.”

Edição: “We found some discrepancies when analyzing the results.” (Encontramos algumas discrepâncias ao analisar os resultados).

Ao utilizar sinônimos, você evita o uso repetitivo de substantivos zumbis e torna o texto mais interessante e variado. No entanto, é importante lembrar de utilizar sinônimos que tenham o mesmo sentido e transmitam a mesma ideia da palavra original.

4. Leia bastante

Ler bastante em inglês irá ajudá-lo a evitar o uso de substantivos zumbis e a utilizar estruturas corretas de linguagem. Aqui estão algumas dicas de publicações em inglês que podem ajudar:

Gramática e estilo: Revistas especializadas em gramática e estilo em inglês são ótimas fontes para aprender sobre as regras da língua inglesa.

Existem várias publicações em inglês que tratam de gramática e estilo, oferecendo dicas e orientações para a escrita correta em inglês. Aqui estão alguns exemplos:

The Elements of Style – é um livro clássico de autoria de William Strunk Jr. e E.B. White. Ele é amplamente utilizado em escolas e universidades nos EUA como um guia de referência para a escrita em inglês.

Grammarly Blog – Grammarly é um software popular de correção gramatical que também possui um blog com dicas e orientações para a escrita correta em inglês.

The Chicago Manual of Style – oferece orientações detalhadas para a escrita em inglês em várias áreas, incluindo gramática, pontuação e formatação.

The New York Times Manual of Style and Usage – é outro guia de estilo que fornece dicas práticas de gramática, pontuação e estilo jornalístico.

The Oxford Guide to Style – é um guia de estilo amplamente utilizado no Reino Unido, oferecendo orientações detalhadas para quem precisa se comunicar em inglês britânico.

Literatura em inglês: Ler livros e contos em inglês é uma ótima maneira de aprender a usar uma linguagem mais sofisticada. Essas publicações geralmente apresentam uma ampla variedade de estruturas de linguagem e exemplos de como evitar substantivos zumbis.

Blogs e sites de escrita em inglês: Blogs e sites de escrita em inglês podem ajudá-lo a aprender técnicas avançadas de escrita, bem como a evitar erros comuns de gramática e estilo.

Em resumo, os substantivos zumbis podem ser uma armadilha para estudantes de inglês. No entanto, com algumas dicas simples, você pode evitar o uso desses substantivos e melhorar sua comunicação em inglês.

Use o verbo ou adjetivo original, reescreva a frase, use sinônimos e leia bastante. Com essas estratégias, você pode falar e escrever em inglês de forma mais clara e precisa.

E para as empresas e geradores de conteúdo que precisam de serviços de revisão em inglês, nossa agência de tradução está à disposição para otimizar seu conteúdo digital e de prospecção de clientes.

Inglês para Conteúdo Digital – Ep.6 – Duolingo

Duolingo, landing page em inglês

Ao estruturar nosso curso de Inglês para Conteúdo Digital, um dos tópicos que investi tempo preparando foi listar as diferenças de estratégia de comunicação entre um site e uma landing page em inglês. Mas e se fosse possível, em certos casos, mesclar os 2 conceitos?

O Duolingo, aplicativo para aprendizado de idiomas, mostra que isso é possível.

Site x Landing Page

Primeiro, vamos focar na diferença entre um site e uma landing page para discutir como o Duolingo consegue integrar elementos dos 2 modelos em sua presença digital.
Um website representa a oportunidade para uma empresa ter uma vitrine online completa, listar todos seus produtos, gerar conteúdo de valor com uma estratégia de SEO e manter um canal de comunicação com seus potenciais clientes.
A landing page tem um objetivo único, seja para vender algo, anunciar uma promoção, inscrição para algum evento online, ou oferecer algum conteúdo rico para seu potencial cliente durante a jornada de compra como um e-book ou um whitepaper.
O caso do Duolingo é interessante, pois apesar de ser uma empresa extremamente reconhecida no mercado e ter diferentes ofertas de idiomas, até mesmo com planos empresariais, o foco principal é que você baixe o aplicativo no seu celular ou tablet para ter acesso ao conteúdo.
E este objetivo único resulta em um site simples, com aspecto de landing page em inglês e outros idiomas.

Destaque seu CTA

Quando você abre o site do Duolingo, a proposta da empresa fica bem clara, pois o visual limpo e quase sem “interferências visuais” da página chama sua atenção para o botão verde no meio da tela com a mensagem “Get Started”.
Não devemos traduzir essa expressão literalmente se pensarmos em um CTA em português equivalente, mas o tom do “Get Started” é ideal, pois não coloca uma pressão de compra e convida você a conhecer o que o aplicativo tem a oferecer. Nesse caso específico é uma chamada para você baixar o aplicativo.
Além do CTA, essa seção da página somente tem uma frase que tenta mostrar o diferencial do Duolingo, pois é uma forma gratuita, divertida e eficaz de aprender um idioma.
Esse título mostra 3 qualificadores que chamam a atenção de quem quer tentar uma outra forma de aprender um novo idioma, visto que é um segmento em que muita gente não consegue ter sucesso imediato com o método escolhido.
Além disso, um botão “transparente” que fica quase “oculto” na tela para os clientes atuais que já tem uma conta. Esse é mais um exemplo que vemos de usar uma estratégia mais focada em clientes novos do que em clientes atuais (e para ficar claro, isso não é algo negativo!)

Duolingo 2

Validação e benefícios para uma landing page em inglês

Outra receita de uma landing page que o Duolingo aplica perfeitamente: após seu título e pitch inicial, liste benefícios (ou dores, ou ambos) e uma validação que sua solução entregará o que está sendo prometido.
A validação no subtítulo “#1 way to learn a language” mostra para o visitante que é o método mais popular no mundo para aprendizado de idiomas e serve como chancela da facilidade de uso da ferramenta.
O complemento com a expressão destacada “research shows that it works” (estudos mostram que o método funciona) é excelente para quem está indeciso com a eficácia do método, algo muito comum no segmento de aprendizado de idiomas.
Em seguida, o site mostra um modelo muito utilizado de listar benefícios com ícones, que você encontra em qualquer template de landing page ou site (e pode aplicar nas suas criações). Esses benefícios, introduzidos pela frase “Why you’ll love learning with Duolingo” (porque você vai adorar aprender com o Duolingo), são concisos e positivos, com uma linguagem leve e divertida que é a marca registrada da empresa.
A lição aqui é que nem sempre você precisa reinventar a roda para se destacar online, esse modelo pode ser aplicado tanto por grandes corporações quanto pequenas empresas.
Duolingo 3

O CTA que acompanha o visitante

Ao adotar uma estratégia de um site simples em formato de landing page, o Duolingo precisava de uma solução para manter o CTA que vimos antes, “Get Started”, em evidência na navegação da página, para aumentar a taxa de conversão.
E a solução de design foi simples e elegante: ao descer na tela, o botão acompanha o visitante na parte de cima da tela, para que no momento que a pessoa estiver pronta para tomar a decisão de baixar o aplicativo, o botão esteja disponível.
Além disso, o visitante tem duas opções nessa tela, de acordo com o tipo de telefone que utiliza:
– Download on the App Store
– Get in on Google Play
Essa é uma forma sem obstáculos para o potencial cliente que decidiu baixar e testar o aplicativo.
Uma última dica nesta seção da página é uma frase excelente que você pode utilizar se oferece um curso online que pode ser acessado em qualquer dispositivo: “Learn anytime, anywhere” (Aprenda a qualquer momento e em qualquer lugar).

Duolingo 4

Finalize onde tudo começou

E como uma landing page exemplar, já chegamos ao fim, sem detalhes desnecessários ou informações que só servem para tentar enganar o ranking de buscas.
O rodapé da página oferece várias opções para quem tem a curiosidade ou a necessidade de entrar mais a fundo em algum aspecto sobre o Duolingo, mas o que realmente chama a atenção é a simplicidade desta seção final: o mesmo CTA que nos acompanhou durante a navegação na página e uma mensagem direta, “Learn a Language with Duolingo” (Aprenda um Idioma com o Duolingo).
Para você que tem um negócio bem específico ou um aplicativo a promover para o mercado internacional, essa estratégia da Landing Page adotada pelo Duolingo pode ser bem interessante.

Duolingo 5

Inglês para Conteúdo Digital

Episódios Anteriores:

Glossier
Hulu
Melissa
Mubi
Function of Beauty

Se você quiser assistir o vídeo desse conteúdo:

Se você quiser experimentar o podcast em vídeo, assista no Spotify:

Ouça o podcast na Apple Podcasts:

E para as últimas novidades do marketing digital em inglês e português, assine nossa Newsletter com o Podcast De Cabeça.

Inglês para Conteúdo Digital – Ep.5 – Function of Beauty

Function of Beauty - marketing digital

A customização de acordo com as necessidades do cliente é algo comum no mercado. Basta olhar para as áreas de serviços, roupas, calçados, alimentação e várias outras. Empresas de todos os tamanhos personalizam a solução de acordo com o que seus clientes precisam para vender algo com uma margem maior e garantir um grau de satisfação maior.

Porém, fazer isso no mercado de cosméticos ou produtos de beleza para pele e cabelos não é algo fácil. Conseguir a confiança das clientes para que usem produtos feitos sob medida em sua pele e seus cabelos, ou seja, colocando sua aparência e autoestima na mão de uma empresa, é algo que leva tempo e exige a linguagem apropriada para que se sintam seguras em tomar essa decisão. E é isso que a Function of Beauty faz com maestria e torna a empresa um destaque nesse segmento.

Vamos analisar o site da FoB e ver as estratégias de comunicação em inglês para atrair clientes com suas soluções personalizadas.

Diferentes expressões = mesmo significado

A seção principal da página inicial do site da Function of Beauty é uma masterclass em variações de expressões em inglês para passar a mesma mensagem.
O texto de destaque “See the difference custom can make” mostra que produtos customizados (“custom”) podem fazer a DIFERENÇA na sua beleza, fazendo a ligação de que cada mulher é diferente e precisa de um produto diferenciado de acordo com suas características.

Logo abaixo, é mostrada a expressão “made-to-order haircare”. Quem trabalha no mundo empresarial já deve ter visto essa expressão “made-to-order” e que nada mais é do que produzir de acordo com os requisitos do cliente, ou seja, uma outra forma de mostrar que o produto é feito de forma personalizada.

O CTA destacado em preto é uma outra forma de chamar a atenção para como a cliente tem controle sobre o processo, ou seja, pode criar seu próprio produto de tratamento capilar (CREATE YOUR HAIRCARE).

E para fechar com chave de ouro essa seção inicial da página, toda vez que falamos em personalização de um produto, principalmente nesse caso, existe um risco a ser considerado pelo consumidor antes de tomar sua decisão.
Será que o produto atenderá as minhas expectativas?

Por isso, a decisão de eliminar esse fator de risco com a opção de usar o produto com uma garantia de 30 dias (“Try risk-free, 30-day guarantee”) é uma ótima alternativa que você também deve considerar se oferece soluções customizadas. A conversão aumenta e o churn diminui.

Function of Beauty - 1

Criatividade no uso de expressões em inglês

A próxima seção da página inicial é uma aula de SEO, com o uso de expressões diferentes que focam na mesma mensagem, ou seja, a Function of Beauty oferece soluções personalizadas.

Veja os exemplos que destacamos na tela:
– We take your beauty personally
– … tailor made for your unique needs…
– … your custom formulas…
– … our personalized formulas…

Quando for gerar conteúdo para seu site ou para seus clientes, lembre-se de sempre utilizar o Planejador de Palavras-Chave do Google Ads para aplicar sugestões de sinônimos que possuem volume de busca no Google e que podem ajudar sua estratégia de SEO.

E essa seção é finalizada com um velho amigo nosso, a expressão “Learn More”, lembre-se que deve ser usada essa expressão em vez da tradução literal em inglês de Saiba Mais (não usamos “Know More”).

Function of Beauty - 2

Explique o processo de personalização

Quando oferecemos uma solução feita sob medida para nossos clientes, muitas vezes é importante explicar como funciona o processo de customização, ou seja, como esse produto realmente vai atender às minhas necessidades específicas.

E nesta seção, a Function of Beauty faz isso de forma simples e eficaz, usando a introdução “How it works” (Como funciona).

A empresa mostra os 3 passos do processo:
– Questionário para entender as necessidades da cliente
– Criação da fórmula customizada para gerar os melhores resultados
– Personalização final da cliente em relação a embalagem, fragrância e cor

Sem explicações longas ou confusas, usando pouco espaço na tela e indo direto ao ponto, um ótimo exemplo que você pode usar como inspiração na sua geração de conteúdo em inglês.

Function of Beauty - 3

Reforço da mensagem

Ao seguirmos na tela inicial, continuamos a ver a estratégia de comunicação 100% focada em mostrar os benefícios da personalização do produto.

O uso de uma frase de efeito “Haircare as unique as you” serve para introduzir uma seção que mostra como as características específicas dos ingredientes certos podem atacar diretamente os problemas de uma situação única para cabelos ondulados e secos.

Mostrar o que cada ingrediente faz e os tipos de produtos que podem ser criados (xampu, condicionador, sérum, máscara) reforça ainda mais a mensagem “Create your haircare” (Crie seu tratamento capilar).

Function of Beauty - 4

Não esqueça da validação social

Esse tipo de produto pode gerar uma certa desconfiança no consumidor que interrompa o processo de compra, então, o uso de avaliações e depoimentos é essencial. Por isso, a Function of Beauty encerra a página inicial com depoimentos de suas clientes e avaliações com 5 estrelas.

Se ao comprar um fone de ouvido na Amazon você já utiliza as avaliações (que nem sempre são reais, mas isso é assunto para um outro post), imagina se você for arriscar o uso de um produto desconhecido e personalizado em seu cabelo ou sua pele!

O uso do subtítulo “Personal + proven results” (Resultados pessoais + comprovados) é perfeito para mostrar que existem clientes extremamente satisfeitas com os resultados obtidos, o que aumenta a probabilidade da cliente em potencial acessando o site de buscar essa mesma satisfação e algo que não encontra hoje nos produtos comuns que utiliza.

E não podemos esquecer de mencionar o detalhe que a mensagem “30-day guarantee” (garantia de 30 dias) é usada novamente na tela para gerar ainda mais confiabilidade e assegurar a realização da compra.

Function of Beauty - 5

Inglês para Conteúdo Digital

Episódios Anteriores:

Glossier
Hulu
Melissa
Mubi

Se você quiser assistir o vídeo desse conteúdo:

Se você quiser experimentar o podcast em vídeo, assista no Spotify:

Ouça o podcast na Apple Podcasts:

E para as últimas novidades do marketing digital em inglês e português, assine nossa Newsletter com o Podcast De Cabeça.

Inglês para Conteúdo Digital – Ep.4 – Mubi

Mubi - streaming de nicho em inglês

Já falamos em um post anterior sobre o Hulu, serviço de streaming do Grupo Disney que tem um apelo grande para diferentes tipos de públicos. Porém, hoje, vamos discutir as estratégias de linguagem em inglês da Mubi, um streaming de nicho, e como isso interfere nas expressões usadas nos CTAs e textos do site.

Quem é a Mubi?

A Mubi é um serviço de streaming voltado para amantes do cinema de arte e filmes internacionais. Seu portfólio possui vários documentários, produções de diversos países e filmes antigos de arte.
E não é um serviço barato: o preço de US$ 10,99 / mês é mais caro que outras ofertas como Disney+, Paramount+ ou Peacock.

Então, para atrair novos cientes, o site da Mubi usa logo em sua seção inicial uma estratégia composta de duas ações:
– Primeiro, a empresa usa um vídeo belíssimo, que realmente traz a lembrança de filmes de arte e a frase “Beautiful, Interesting, Incredible Movies” (Filmes Belos, Interessantes e Incríveis). Em outras palavras, o apelo visual e linguístico é feito de forma simples e perfeita para o público-alvo.
– A segunda ação da estratégia está no CTA usado nessa seção. Como você pode ver, a Mubi oferecer um teste de 7 dias grátis (“Try 7 Days Free”) e o botão de CTA usa a expressão “Get Started”, que é uma forma sutil de passar a mensagem de que o cliente pode iniciar o processo de assinatura de forma gratuita sem se preocupar, só vai pagar por algo se gostar do serviço.

Quando oferecemos algo de nicho em inglês, em que queremos expandir o público, essa combinação de duas frases (informando o período apropriado para sua solução) é muito interessante pois retira a pressão e permite que o potencial cliente se apaixone pelo seu produto, aumentando assim a taxa de conversão de clientes efetivos (que realmente pagam pelo serviço) e aumentando o tempo de retenção.

Mubi 2 - inglês de nicho

Expressão para soluções responsivas em inglês

Claro que hoje em dia a questão de responsividade é praticamente obrigatória para qualquer solução digital. E quando falamos de serviço de streaming, isso é ainda mais relevante, pois o consumidor precisa ter acesso ao conteúdo a hora que quiser e de onde quiser.

Por isso, sugerimos que você grave a frase utilizada pela Mubi na seção seguinte do site, pois é simples e objetiva e serve para qualquer situação em que você precisa comunicar em seu site ou landing page que sua solução é responsiva.

“… anytime, on any screen or device, anywhere.” (a qualquer hora, em qualquer tela ou dispositivo, em qualquer lugar)
Legal também é a simplicidade do gráfico que a empresa utilizou, com os diferentes tamanhos de tela, que você certamente consegue baixar do Canva ou da ferramenta de imagens que você utiliza.

Mubi 3 - inglês para nicho

Destaque seus produtos

Aqui, o mérito está muito mais no design do site do que em qualquer expressão de atração de clientes em inglês. Também mostramos alguns detalhes legais de design em nosso post sobre a Glossier.

Sim, a Mubi usa expressões como “Cult Classics” e “Modern Masterpieces” que são atraentes para os amantes do cinema. Também faz uma comparação divertida entre “Greatest Ever Directors” e “Greatest New Directors”, mostrando ao potencial cliente que tem em seu acervo obras dos grandes diretores da história e dos mais recentes para quem quer descobrir novas obras-primas.

Mas a grande sacada está em usar ícones de diferentes obras cult com temas diferentes em um fundo branco. Por exemplo, eu que sou um fã de James Baldwin, me chamou a atenção um documentário dele que eu não conhecia. E as cores do filme húngaro (uma escola de cinema que não conheço muito) também me despertaram a curiosidade.

Uma forma simples de destacar o diferencial do conteúdo do serviço.

Mubi 4 - inglês para nichos

Comunidade e validação social

Uma das características de uma solução de nicho é que normalmente seus clientes acabam criando uma comunidade. Por exemplo, amantes de baseball (outro nicho com bastante conteúdo em inglês) são muito ativos em comunidades próprias nas redes sociais, pois apesar do crescimento dos esportes americanos no país, ainda é uma opção de entretenimento com um público limitado. Mas isso abre oportunidades para pequenas empresas que vendem, por exemplo, camisas de times da MLB, pois o público consumidor confia em quem faz parte deste grupo seleto.

E a mesma lógica se aplica nesse caso, em que os amantes de cinema de arte fazem parte de uma comunidade seleta (disposta a pagar um pouco mais pelo serviço). Por isso, a Mubi faz questão de usar a expressão “Join the world’s biggest community of film lovers” (Participe da maior comunidade de amantes de cinema). Essa é uma frase que ajuda na validação para quem está em dúvida se assina ou não o serviço.

A outra expressão que ajuda nesse processo de validação é mostrar que a comunidade tem 12 milhões de membros (“12 million members”). Se tanta gente assim já assinou o serviço, e eu gosto de cinema alternativo, acho que vou fazer parte desse grupo também!

E para fechar com chave de ouro, a Mubi inclui novamente o CTA da seção inicial do site para não perder a chance de converter mais um cliente.

Mubi - inglês conteúdo digital

Inglês para Conteúdo Digital

Se você quiser assistir o vídeo desse conteúdo:

Se você quiser experimentar o podcast em vídeo, assista no Spotify:

Ouça o podcast na Apple Podcasts:

E para as últimas novidades do marketing digital em inglês e português, assine nossa Newsletter com o Podcast De Cabeça.

Inglês para Conteúdo Digital – Ep.3 – Melissa

Se o objetivo desta série é mostrar as estratégias de linguagem de empresas internacionais, neste post vamos expandir um pouco nosso propósito e destacar uma empresa brasileira.

A Melissa é referência no mercado de calçados femininos no Brasil e está expandindo sua presença internacional. O site em inglês da marca que atende o mercado dos EUA é muito legal e possui 2 focos bem claros:
– Ser uma plataforma de e-commerce para seus produtos (vamos falar das estratégias de linguagem e categorização para vendas)
– Mostrar o posicionamento da empresa em relação ao tema da Sustentabilidade

Valor agregado com foco em sustentabilidade

À primeira vista, um sapato feito de plástico não deveria ser um item tão desejado, certo? Mas ao longo dos anos, a Melissa conseguiu estabelecer uma imagem de uma empresa de ponta, com produtos inovadores e cobrar um preço que não é nada barato. Por exemplo, os sapatos para crianças, Mini Melissa Shoes, vendem por cerca de US$ 60 no mercado norte-americano.

E um dos fatores que a empresa usa para isso é se posicionar como uma empresa sustentável.

Sustentabilidade atrai uma faixa do mercado disposta a pagar mais, isso não é segredo algum, então, quando vemos o site da empresa não é uma surpresa que a página inicial está repleta de expressões que fazem essa referência.

No menu do site podemos ver que existe uma opção “Sustainability” (Sustentabilidade em inglês) que leva a uma página específica que mostra as ações sustentáveis da empresa.
Além disso, uma mensagem de destaque nessa seção inicial é “Cruelty free & recyclable”, ou seja, nenhum produto da empresa tem processos de testes que envolvem animais e todos os produtos à base de plástico da Melissa são recicláveis.

Além da questão de mostrar os valores da organização, são “chancelas” que agregam ao valor final do produto que pode ser cobrado do consumidor.

Um outro detalhe interessante dessa seção inicial, mas que não é ligado à sustentabilidade é uma tendência recente que vemos no mercado dos EUA: veja a mensagem no cabeçalho da página que indica “Shop Now, Pay Later”. Essa expressão (que também vemos como “Buy Now, Pay Later”) nada mais é do que o consumidor americano adotando o modelo que aqui no Brasil já temos de compras com pagamento em parcelas.

 

Melissa 2 - sustainable

 

Diferentes CTAs de compras

Um dos destaques da estratégia da Melissa é fazer colaborações com influencers e outras marcas do setor para lançar coleções exclusivas.

E nessa seção da página inicial podemos ver como a empresa usa CTAs com textos diferentes para tentar atrair a atenção das consumidoras.

No lado esquerdo, para destacar a colaboração com a Camila Coutinho, é usada a expressão “Shop Now”. No lado direito, para destacar a colaboração com a Larroude, a expressão escolhida foi “Shop the Collaboration”.

Essa variação nos textos é uma técnica interessante para dar um destaque diferente para cada coleção e melhorar a taxa de conversão.

 

Melissa 3 - Shop Now

 

Mesclar as categorias de produtos

Quando analisamos a divisão das categorias que a Melissa utiliza no site, não é uma estrutura clássica, por exemplo, de somente listar tipos de produtos, ou somente listar públicos.
A empresa decidiu aproveitar a área do site e “misturar” os conceitos para ampliar o escopo de suas categorias.

Temos os tipos de produtos com “Possession” (modelo clássico da década de 90), “Sandals”, “Flip Flops” (chinelos), etc.
Também vemos o foco em públicos específicos como “Baby & Toddler” e “Youth & Kids”, visto que o público infantil e jovem é um mercado muito importante para a Melissa.
Também vemos uma categoria que todo e-commerce deveria ter, “New Arrivals”, para que as fãs da marca e quem quer comprar as últimas novidades possam ver os últimos lançamentos da empresa.

 

Melissa 4 - Categories

 

Sustenta + habilidade

Para fecharmos nossa jornada pelo site da Melissa, continuamos com a pegada sustentável que a empresa quer transmitir em sua comunicação.
O rodapé da página inicial lista diversos selos e certificações que a empresa possui para comprovar suas ações sustentáveis.

Além disso, vemos um link com a expressão “Learn more about our promise”, onde a empresa oferece os detalhes de sua missão de fazer produtos sustentáveis.
E como todo bom site de e-commerce, a Melissa oferece um desconto (15% OFF) para quem informar o e-mail para receber as ofertas da empresa.

 

Melissa 5 - sustentabilidade

 

Veja outros episódios da série Inglês para Conteúdo Digital

– Como a Glossier usa linguagem informal em inglês para atração de clientes.

– O design e estratégias de linguagem do Hulu para destacar seus diferentes planos de preços em inglês.

Se você quiser assistir o vídeo desse conteúdo:

Se você quiser experimentar o podcast em vídeo, assista no Spotify:

Ouça o podcast na Apple Podcasts:

E para as últimas novidades do marketing digital em inglês e português, assine nossa Newsletter com o Podcast De Cabeça.

Inglês para Conteúdo Digital – Ep.2 – Hulu

O Hulu é o serviço de streaming do Grupo Disney nos EUA que é bem similar ao que a empresa oferece aqui no Brasil com o Star +. E nesse post, vamos mostrar como eles buscam aumentar sua conversão no site com estratégias de linguagem no CTA e tela de planos de preços em inglês.

Além das dicas de inglês com expressões para chamar a ação do cliente, o site do Hulu é uma aula de design simples, com itens que podem ser facilmente replicados em seu próprio site ou landing page.

Priorização da oferta de maior valor

Primeiro, vamos explicar a diferença entre o escopo dos serviços de streaming no Brasil e nos EUA para entender melhor a estratégia que a empresa utiliza em seu website.

Enquanto no Brasil, o Star+ inclui conteúdo da ESPN, nos EUA o ESPN+ é vendido separadamente, por isso o foco na venda do bundle que também inclui o Disney+.

Assim, logo na primeira seção da tela inicial, o site “conversa” com 3 públicos diferentes:

– Quem deseja comprar o bundle (Hulu, Disney+ e ESPN+)

– Quem deseja comprar o serviço somente do Hulu

– Clientes atuais do Hulu que querem acessar sua conta

E veja como o design do site estabelece focos diferentes de acordo com a prioridade de atração de cada público específico.

O maior destaque é com o CTA “Get the Disney Bundle”, na cor verde para diferenciar a mensagem na tela. Desta forma, a principal mensagem é direcionada à oferta de maior valor, pois o pacote com os 3 serviços oferece um desconto no valor total, mas possui um preço mais alto, trazendo maior retorno para a empresa. E o uso do “Get” tem uma conotação a mostrar uma oportunidade para o potencial cliente.

Logo abaixo, em letras brancas e sublinhadas, mas com destaque bem menor está a opção “Sign up for Hulu Only” (Assine apenas o Hulu). O uso do “Sign up” é uma expressão padrão na venda de serviços mensais (ou anuais) e é uma outra opção para quem quer somente o serviço básico com séries e filmes.

E o cliente atual não foi esquecido, mas recebe o menor destaque (hey, precisamos priorizar as novas vendas). Na parte superior direita da tela está a opção de “Log in” para quem quiser acessar sua conta.

Hulu 2

Destaque dos recursos principais

Se você vende um serviço ou solução SaaS com diferentes planos de acordo com escopos diferentes, por exemplo, Básico, Avançado e Premium, muitas vezes é interessante destacar os recursos em comum nesses planos, que provavelmente serão os principais de sua solução.

Por isso, é legal ver como o site do Hulu faz isso de forma simples e eficaz.

O uso da expressão “Included in all plans” (Incluso em todos os planos) é perfeita para abrir essa seção da página, para em seguida mostrar as categorias como séries de tv, séries originais da plataforma e filmes que estão em todos os planos oferecidos.

Além disso, o Hulu usa de forma inteligente a última categoria nessa seção, “Premiums”. A empresa deixa claro que é um “Add-on”, ou seja, é um adicional com custo, mas está de fato disponível em todos os planos. Um método sutil de oferecer um serviço mais caro.

Hulu 3

Como oferecer um serviço super premium?

Com uma faixa de valores básicos que vai do plano inicial com propagandas (US$ 6,99) ao bundle sem propagandas (US$ 19,99), o Hulu compete bem no mercado concorrido hoje dos serviços de streaming nos EUA (Netflix, Amazon Prime, Paramount+, Peacock, entre outros).

Mas além dessas opções, a empresa também concorre com as empresas de TV a cabo (e outros serviços de streaming de tv ao vivo como YouTube TV e Sling), com um serviço que oferece via streaming os canais de TV aberta regionais e de tv a cabo.

Porém, como o preço desse serviço começa em quase US$ 70 por mês, a estratégia no site é só mostrar esse serviço no meio da página inicial com uma frase de efeito “Live TV makes it better” (TV ao vivo melhora… seu entretenimento).

É uma forma bem legal de não “misturar” as mensagens com os outros produtos que a empresa oferece.

Hulu 4

Como oferecer seus diferentes planos?

Todo site de soluções SaaS tem uma página de preços. O do Hulu, à primeira vista, se assemelha com o padrão que estamos acostumados, mas os detalhes para aumentar a conversão são sensacionais.

Se na seção inicial da página principal, o foco era no Bundle, agora que os preços são mostrados, a primeira opção que aparece na tela é o plano mais básico (US$ 6,99 / mês). Assim, se o potencial cliente é sensível ao preço, mostrar a opção mais barata e ainda com a mensagem “30-day free trial” (experimente grátis por 30 dias) é uma ótima forma de quebrar qualquer rejeição.

O site oferece um botão de alternar bem elegante no lado esquerdo da tela se a pessoa quiser ver os preços do bundle (e o uso de “Bundle / Save” mostra que o cliente economizará se escolher o pacote de serviços em vez do serviço isolado).

Uma outra dica que você pode aplicar em sua página de preços é o uso do destaque (em verde na tela) “Most Popular” (Mais popular), para mostrar ao futuro cliente qual seu serviço atual mais vendido.

E para tentar conquistar os clientes que querem sair de seus contratos de tv a cabo e assinar o plano de TV ao vivo do Hulu, a empresa usa a estratégia de mostrar as dores atuais destas pessoas com a frase logo abaixo do título:

“No hidden fees, equipment rentals, or installation appointments” (Sem custos “ocultos”, aluguel de equipamentos ou agendar horário para instalação). Vamos ser honestos, todos nós já passamos por essas dores com nosso provedor atual de serviços.

Hulu 5

Quer saber como a Glossier, gigante do mercado de cosméticos, usa linguagem informal em inglês em seu site para atrair clientes e aumentar vendas? Veja o post sobre a empresa na nossa série de Inglês para Conteúdo Digital.

Se você quiser assistir o vídeo desse conteúdo:

Se você quiser experimentar o podcast em vídeo, assista no Spotify:

Ouça o podcast na Apple Podcasts:

E para as últimas novidades do marketing digital em inglês e português, assine nossa Newsletter com o Podcast De Cabeça.