Tradução acadêmica e a busca de mais investimentos

Tradução Acadêmica

Para um país como o Brasil que historicamente vive de commodities e cujo maior percentual do PIB ainda vem de exploração dos recursos naturais, o investimento em Pesquisa e Desenvolvimento é sempre um tema que gera muita discussão. Antes de entrarmos exclusivamente no assunto da tradução acadêmica e como ela pode ajudar na publicação de artigos científicos, vamos focar no cenário dos investimentos em pesquisa no Brasil.

Alguns números alarmantes:

- Obras de cientistas brasileiros ocupam apenas 1% do espaço nas principais publicações científicas mundiais
- Para as publicações indexadas, de menor importância internacional, esse número é de 2,5% (fonte: revista Nature)
- Quando o ponto é a eficiência do uso dos recursos aplicados à pesquisa, que leva em conta o número de artigos publicados e o investimento realizado pelo país, o Brasil ocupa a 50ª posição da lista composta por 53 países
- Entre os países do BRIC, o Brasil tem a pior relação do valor investido por acadêmico em pesquisas e inovações tecnológicas. Na lista mundial, ficamos em 23º lugar.

Existem algumas ações isoladas que mantém a esperança em dias melhores, como os investimentos da FAPESP no estado de São Paulo, superando R$ 1 bilhão por ano e a inauguração no fim do ano passado do Centro de Pesquisas Global da GE, com um investimento aproximado de R$ 1 bilhão também.

Qual o estímulo para a inovação?

Para a indústria, não basta separar um percentual X do faturamento para investimento em Pesquisa e Desenvolvimento. A necessidade de rupturas, que normalmente são a base de inovações, vive em constante conflito com as metas financeiras de curto prazo e interesses de acionistas. Por mais que o discurso seja voltado para a inovação, na prática, os produtos e serviços que trazem os melhores resultados imediatos são a prioridade para grande parte das empresas.

Para o pesquisador, existe um problema grande nas universidades quanto ao ambiente que estimule a novas descobertas. O modelo da gestão pública, em que a escassez de promoções por um lado com a garantia de emprego de outro, não é o ideal para que os pesquisadores invistam para se manterem atualizados ou tomem riscos desnecessários. Assim como em qualquer segmento profissional, a necessidade de um ambiente que tenha um stress saudável e apresente desafios profissionais é essencial para a quebra de barreiras.

Publicação de artigos científicos em periódicos internacionais

A importância da tradução de artigos científicos para os pesquisadores brasileiros, principalmente neste cenário de restrição de investimentos, é visível: através das traduções acadêmicas o cientista pode ter seu artigo publicado em uma revista internacional, aumentando o alcance de sua pesquisa e sua reputação, servindo como referência para a busca de investimentos futuros.

Com o apoio de profissionais de uma empresa de tradução especializados não somente no idioma, mas também na área de atuação do pesquisador e nas exigências feitas pelas principais publicações científicas, a comunidade acadêmica tem a seu lado o apoio ideal para atingir o nível de excelência que deseja.

Para melhorar os números mencionados no início desse artigo, é necessária uma força conjunta entre governo, universidades e indústrias, para realmente transformar a inovação em uma prioridade.

by Eric Menau

Empreendedor, nascido nos EUA e apaixonado por esportes americanos (e meus times RedSox, Magic e Dolphins), inovação, tecnologia, traduções, marketing digital e inovação.